DESTACABILIDADE E SOBREASSEVERAÇÃO NO DOMÍNIO JORNALÍSTICO

Maria Sirleidy de Lima Cordeiro

Resumo


Este estudo apresenta uma discussão teórica e analítica sobre dois conceitos propostos por Maingueneau, destacabilidade e sobreasseveração. A partir desses conceitos, investigamos o modo como a sobreasseveração e a destacabilidade constroem discursivamente efeitos de sentidos no domínio jornalístico, uma vez que condensam informações relevantes e ocupam posições de visibilidade no texto veiculado na mídia, por meio de enunciados curtos e autônomos, facilmente memorizáveis e que provocam impactos. Para isso, nossa investigação está fundamentada sobre as bases da Análise do Discurso de linha francesa. A destacabilidade e a sobreasseveração permitem explicitar características cruciais do discurso, especialmente, no que se refere à interpretação dos enunciados em um processo discursivo e à circulação de tais enunciados. Conforme Maingueneau (2008), a sobreasseveração pode ser caracterizada como uma destacabilidade de fragmentos de enunciados de um texto os quais adquirem autonomia em diversos contextos. A metodologia utilizada é de caráter essencialmente analítico e interpretativo com base na abordagem qualitativa. O corpus foi coletado no domínio jornalístico de divulgação pública online nos jornais Correio Braziliense, O Estadão de S. Paulo e Folha de S. Paulo cujos gêneros são reportagens, notícias e entrevistas. Os resultados apontaram que a organização pregnante dos enunciados no domínio jornalístico não são apenas frases pequenas que produzem efeitos de sentidos, tais enunciados são, também, atravessados de concepções axiológicas e ideológicas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Inventário. ISSN: 1679-1347

Instituto de Letras. Rua Barão de Jeremoabo, nº 147 CEP: 40170-115
Campus Universitário Ondina, Salvador-BA
Telefone Geral: 55-71-3283-6256

Créditos da capa: Leila França Rocha (vencedora de concurso realizado no ILUFBA em 2002).