INVESTIGAÇÃO DA PRESENÇA DE HIDROCARBONETOS POLICÍCLICOS AROMÁTICOS EM POÇOS FREÁTICOS AO NORTE DO RECÔNCAVO DA BAHIA, BRASIL.

Denise Dos Santos Monteiro, Sergio Telles de Oliva, Tania Mascarenhas Tavares

Resumo


O norte do Recôncavo baiano abriga intensa atividade de petróleo. O objetivo deste trabalho foi verificar a presença dos 16 Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPAs) considerados poluentes prioritários pela Environmental Protection Agency (EPA), em amostras de água de 12 poços freáticos de uso individual e coletivo dos municípios de São Francisco do Conde e Candeias, Bahia, Brasil. Após extração líquido-líquido, os HPAs foram determinados por CG-MS (Método 8270- EPA). Dos poços estudados, apenas um, localizado no município de Candeias, apresentou cinco HPAs em níveis acima dos padrões de qualidade para consumo humano estabelecidos pela Resolução Conama 396/2008: benzo(a)pireno, benzo(b)fluoranteno, benzo(k)fluoranteno, dibenzoantraceno e indeno(1,2,3)pireno, com concentrações médias encontradas de 0,14 μg.L-1, 0,15 μg.L-1, 0,17 μg.L-1, 0,08 μg.L-1, 0,13 μg.L-1, respectivamente. Considerando-se que os HPAs encontrados são carcinogênicos e mutagênicos, e que existem mais de 80 poços de uso individual e coletivo identificados nos municípios estudados, recomenda-se um estudo mais amplo, envolvendo todos os poços, para que medidas adequadas de gestão sejam adotadas.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gesta.v4i2.15189

E-mail:  revista.gesta@ufba.br

https://www.facebook.com/Revista.Gesta1/

ISSN Eletrônico: 2317-563X