DIAGNÓSTICO AMBIENTAL ATRAVÉS DO USO DA METODOLOGIA PARTICIPATIVA: ESTUDO DE CASO DA ALDEIA INDÍGENA XUCURU-KARIRI.

Ana Caroline Costa Nogueira, Adriana Maria Imperador

Resumo


O presente estudo tem por objetivo diagnosticar ambientalmente uma área na comunidade indígena Xucuru-Kariri, na zona rural do município de Caldas/MG. O trabalho aborda a utilização da metodologia participativa ‘Diagnóstico Ambiental Participativo (DAP)’, como instrumento de levantamentos ambientais com foco na sensibilização para a preservação ambiental. O DAP mostrou-se muito eficiente e prático para diagnosticar ambientalmente uma área com base na visão dos envolvidos. O valor dado aos recursos naturais, por diversas vezes, é quase insignificante e compreendido erroneamente pela sociedade. A metodologia participativa tende a trabalhar os valores relacionados aos seres humanos e uso dos recursos naturais, objetivando o consumo consciente. No levantamento, constatou-se que a destinação correta dos resíduos, por muitas vezes, é falha e, em decorrência, é possível avistar depósitos irregulares dos mesmos nas dependências da aldeia. Desta forma, essa análise busca trazer a reflexão do uso do DAP a respeito da gestão dos resíduos sólidos em locais mais distantes, com o uso de práticas e técnicas participativas, construindo coletivamente o conhecimento para ações futuras em busca de uma vida sustentável.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gesta.v4i2.14280

E-mail:  revista.gesta@ufba.br

https://www.facebook.com/Revista.Gesta1/

ISSN Eletrônico: 2317-563X