Rupturas na rede urbana e faces do mercado de trabalho

Denise Elias, Renato Pequeno, Priscila de Oliveira Romcy

Resumo


A mundialização do capital é um grande propulsor de divisão do trabalho. Ao potencializar as condições gerais de produção nas diversas escalas, agrega inúmeros novos espaços para a circulação e produção de bens. Isso repercute territorialmente numa desconcentração da produção, reafirmando cada vez mais a necessidade da divisão técnica e territorial do trabalho, bem como de uma nova maneira de organizá-lo, tendo em vista o fomento da produtividade. A reestruturação dos processos produtivos desencadeia mudanças diversas tanto na reprodução social como na organização do espaço geográfico. No Brasil, especialmente desde a década de 1980, muitos lugares tornam-se atrativos à produção moderna e são incorporados aos circuitos produtivos globalizados de empresas nacionais e multinacionais de diferentes ramos da economia. Entre os resultados, teríamos reestruturações econômicas e territoriais de várias naturezas e magnitudes, imprimindo novas características à rede urbana. No presente artigo temos como objetivo apresentar, a luz da conjuntura atual, alguns dos rebatimentos de tais processos materializados numa cidade de porte médio e respectiva região localizada no semiárido brasileiro. O destaque será dado à conformação da divisão técnica e territorial do trabalho, a partir de dados do mercado de trabalho formal.

Abstract

RUPTURES AT THE URBAN NETWORK AND FACES OF THE LABOR MARKET

The Globalization of the capital is one of the greatest agents propelling the work division. By augmenting the general conditions of production in the diverse scales, it aggregates several new spaces to the circulation and production of goods. This reverberates territorially in the de-concentration of production, reaffirming more and more the need of a technical and territorial of work, as well as a new way of work organization, having in mind the encouragement of productivity. The restructuring of the productive processes provokes many changes at the social reproduction and the organization of the geographic space. In Brazil, specially since the 1980s many places become attractive for the modern production and have been incorporated to the globalized productive circuits of national and multi-national firms of different branches of economics. Among the results, it could be mentioned the economic and territorial restructuring of various natures and magnitudes, bringing about new characteristics to he urban network. At this article, we aim to present, considering the current situation, some of the effects of these processes, materialized in a medium size city and its respective region places at the Brazilian semi-arid zone. We highlight the conformation of the technical and territorial work division by working on the data of formal work.

Palavras-chave


Mundialização do capital; Desconcentração da produção; Urbanização dispersa; Cidade média; mercado de trabalho / Globalization of capital; De-concentration of production; Disperse urbanization; Medium size city; Labor market

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/1984-5537geo.v8i1.6221

    

Indexadores:
         

        

 

GeoTextos.
ISSN eletrônico: 1984-5537/ISSN impresso: 1809-189X