Estrutura Urbana e Representações: A invenção da Zona Sul e a construção de um novo processo de segregação espacial no Rio de Janeiro nas primeiras décadas do século XX

Elizabeth Dezouzart Cardoso

Resumo


No Rio de Janeiro, a segregação espacial já era conhecida pelo menos desde meados do século XIX. No entanto, foi só nas primeiras décadas do século XX que surgiriam as bases para uma nova configuração da segregação espacial na cidade, com a criação e a ocupação do bairro de Copacabana, que proporcionou a “invenção” da Zona Sul, “topônimo” até então não utilizado, e do seu oposto, a grande área que ficou conhecida como “subúrbio”, termo até então utilizado com outro significado. A toponímia associada a essas novas áreas de expansão da cidade foi relacionada a uma representação que proporcionou as diretrizes da segregação residencial no Rio de Janeiro por várias décadas, até fins do século XX, na dicotomia zona sul/ subúrbios. O objetivo deste trabalho é demonstrar o processo de construção destas representações e de mudança e construção de um novo modelo de segregação residencial no Rio de Janeiro nas primeiras décadas do século XX.

Abstract

URBAN STRUCTURE AND REPRESENTATIONS: THE INVENTION OF THE SOUTH ZONE AND THE MAKING OF A NEW PROCESS OF SPACIAL SEGREGATION IN RIO DE JANEIRO IN THE FIRST DECADES OF THE TWENTIETH CENTURY

In Rio de Janeiro, space segregation was already known at least since de mid nineteenth century. However, only in the first decades of the twetieth century there would be th basis for a new configuration of the space segregation in the city, with the creation and occupation of Copacabana district, causing th “invention” of the South Zone, “toponyn” until then not used, and of its opposite, the large area that became known as th “suburb”, a term wich until then had another meaning. The toponymy associated to these new areas of the expanding city was related to an representation that provided the grounds of residential segregation in Rio for many decades, until the end of the twentieth century, in the form of the dicotomy south zone/suburbs. The aim of this work is to show this process of consturuction of these representations and the process of change and building of a new model of segragation in Rio de Janeiro in the first decades of the twentieth century.

Palavras-chave


Geografia urbana; Representações / Urban geography; Representations

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/1984-5537geo.v6i1.4306

GeoTextos. ISSN eletrônico: 1984-5537
                 ISSN impresso: 1809-189X