Práticas recentes na gestão do espaço urbano em Itabuna/Ba

Gilmar Alves Trindade

Resumo


O Planejamento deve ser tratado como estratégia fundamental das práticas de Gestão Urbana e deve ser visto como condutor de um processo relacionado à complexa dinâmica da organização espacial da cidade. Para isso, novos mecanismos de participação popular devem ser postos em prática, envolvendo, necessariamente, a escala do bairro. Para que a cidadania seja exercida, urge conscientizar-se das injustiças de que se é vítima, conhecer seus direitos, discutir estratégias de reação aos desmandos e abusos, buscar, coletivamente, participar como sujeito ativo do fazer histórico do lugar em que se vive. A participação de diferentes atores sociais nos expedientes do planejamento urbano pode assegurar, efetivamente, a conquista e a manutenção de direitos à cidade.

Abstract

The Planning must be treated as a fundamental strategy of the Urban Management practice and must be seen as a way of a process related to dynamic complex of the spacial organization in the city. For this, new ways of popular participation must be tried, involving, mainly, the scale of the district. To see the citizenship beeing wield, it is necessary to be aware of injustices whose we are victims, to know your rights, to discuss the strategies of reaction against the imposes , to seek, collectively, participate as an ative chap who does the history of the place which you live. The participation as different social actors in the field of the urban planning may keep, efectivaly, the conquest and the maintenance of the rights to the city.

Palavras-chave


Espaço Urbano; Gestão; Planejamento; Participação / Urban Space; Management; Planning; Participation

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/1984-5537geo.v1i1.3032

    

Indexadores:
        

        
 

GeoTextos.
ISSN eletrônico: 1984-5537
ISSN impresso: 1809-189X