A variabilidade pluviométrica na Mesorregião do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba-MG

Juliana Gonçalves Santos, Vanderlei Oliveira Ferreira

Resumo


Grande parte das atividades produtivas da Mesorregião do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba-MG é vinculada ao setor primário, cuja produtividade é muito dependente do ritmo pluviométrico. O presente artigo relata resultados de pesquisa destinada à verificação da variabilidade das chuvas nas escalas anual, sazonal, mensal e diária, com destaque para a determinação do início e do fim da estação chuvosa e a análise da frequência de veranicos ocorrentes naquela unidade territorial. Para isso, foram utilizados dados disponibilizados pela Agência Nacional de Águas (ANA) de 19 postos pluviométricos, compreendendo séries históricas de 34 anos (1980-2013). Após a aplicação de ferramentas estatísticas específicas para cada uma das escalas temporais, observou-se que o início da estação chuvosa ocorre predominantemente no mês de outubro (27% dos anos analisados) e o fim ocorre especialmente no mês de abril (76% dos anos analisados). No interior da estação chuvosa é comum a ocorrência de veranicos de intensidade predominantemente fraca a média (7 a 12 dias), especialmente nos meses de fevereiro e março. A maioria das chuvas diárias é fraca, ocorrendo abaixo de 10 mm, e são pouco significativas para o total das alturas pluviométricas. As precipitações classificadas como fortes, acima de 30 mm, apresentam pouca frequência (13% do total dos eventos chuvosos), porém são responsáveis por quase metade do volume pluviométrico anual.

Abstract

THE PLUVIOMETRIC VARIABILITY IN THE MESOREGION OF THE TRIÂNGULO MINEIRO/ALTO PARANAÍBA-MG

The majority of the productive activities of Mesoregion Triangulo Mineiro/Alto Paranaíba-MG is linked to the primary sector, whose productivity is a lot dependent on rhythm of rainfall. This article reports results of research aimed to verification of the variability of the rain in the annual scales, seasonal, monthly and daily, with featured for determination of the beginning and end of the rainy season and analysis of the frequency of dry spells occurring in that territorial unit. For this, we used data available by the Agência Nacional de Águas (ANA) of 19 pluviometric posts, comprising historical series of 34 years (1980-2013). After the application of tools specific statistics for each of the time scales, it was observed that the beginning of the rainy season occurs predominantly in October (27% of the years analyzed) and the end occurs especially in April (76% of the years analyzed). Inside of the rainy season is common the occurrence of dry spells of intensity predominantly weak to average (7 to 12 days), especially in the months February and March. The majority of the daily rains is weak, occurring below of 10 mm and are less significant for the total of the rainfall heights. The rainfall classified as strong, above 30 mm, have low frequency (13% of the total of the rainfall events), but are responsible for almost half of the annual pluviometric volume.

Palavras-chave


Variabilidade pluviométrica; Estação chuvosa; Estação seca; Veranicos / Pluviometric variability; Rainy season; Dry season; Dry spells

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/1984-5537geo.v12i1.15791

    

Indexadores:
        

        
 

GeoTextos.
ISSN eletrônico: 1984-5537
ISSN impresso: 1809-189X