A fronteira Brasil-Bolívia na rede de distribuição de roupas de segunda-mão

Tito Carlos Machado Oliveira, Fernanda Loureiro Ferreira

Resumo


O comércio de roupas de segunda-mão chegou à Bolívia com vigor em 1994. O comércio de usados envolve, na sua maioria, atividades da globalização popular, cujas práticas são frequentemente identificadas pelos organismos de Estado como ilegais, mas de natural aceitação popular. Situa-se dentro de um complexo sistema de redes, se aproveitando de malhas de distribuição e dos nós (de estoque e repasses) possibilitando a conformação de circuitos territoriais conectados. O objetivo dos autores neste artigo é verificar e analisar a comercialização de roupas usadas em três localidades distintas: Santa Cruz de la Sierra e Puerto Quijarro (Bolívia) e Corumbá (Brasil). A intenção é identificar o caminho percorrido pela rede de roupas de segunda-mão a partir de Santa Cruz de la Sierra até as feiras livres de Corumbá, na fronteira Bolívia-Brasil.

Abstract

THE BRAZIL-BOLIVIA BORDER AND THE SECOND-HAND CLOTHING DISTRIBUTION NETWORK

The second-hand clothing trade started widely in Bolivia in 1994. This kind of trade usually involves popular globalization activities, whose practices are often identified by State agencies as illegal, although with natural popular acceptance. It is established within a complex system of networks, and takes advantage of distribution (stock and transfer) meshes and knots, with the consequent conformation of connected territorial circuits. This paper aims at analyzing the second-hand clothing trade in three locations: Santa Cruz de la Sierra and Puerto Quijarro (Bolivia), and Corumbá (Brazil). The purpose is to identify the route and the nuances regarding the second-hand clothing distribution network from Santa Cruz de la Sierra to Corumbá, on the Bolivia-Brazil border.

Palavras-chave


Fronteira; Comércio Informal; Roupas Usadas / Border; Informal Trade; Second-Hand Clothes

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/1984-5537geo.v11i2.13337

    

Indexadores:
         

        

 

GeoTextos.
ISSN eletrônico: 1984-5537/ISSN impresso: 1809-189X