VOCÊ ESTÁ SOLTEIRA/O PORQUÊ, BÊ ? MOTIVOS DECLARADOS POR SOLTEIRAS/OS EM SALVADOR

Darlane Andrade, Maria Gabriela Hita

Resumo


Comumente as pessoas solteiras são interpeladas sobre os motivos pelo não casamento, num contexto em que, apesar de diversas mudanças no campo da intimidade, ainda se espera que adultas/os se casem. Com base em estudo de tese sobre o tema da solteirice em Salvador, este texto apresenta os principais motivos para a solteirice, declarados por adultas/os solteiras/os de classe média e que moram sozinhas/os na capital baiana, discutindo também a relação destes com os motivos por morar só e o que esta dupla condição de solteira/o e morar só proporciona. O estudo utiliza de uma perspectiva feminista, tendo a categoria gênero como base para análise dos dados, de modo interseccionalizado com outras categorias como classe, raça, geração, sexualidade e territorialidade. Faz uso de métodos mistos com uma combinação de instrumentos: questionário, grupos focais, entrevistas biográficas e observações de campo. Os achados colaboram para refletir as diferenças e proximidades de gênero nos motivos pela solteirice, prevalecendo motivos relacionais para as mulheres e a escolha convicta pela solteirice para os homens, e apesar da espera ou busca por uma/um parceira/o e uma relação ideal, a vida como uma pessoa solteira e que mora sozinha parece ser satisfatória.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.