MUITO ALÉM DO SILÊNCIO: AS VIÚVAS COMERCIANTES DO SÉCULO XIX EM SALVADOR

Silmária Souza Brandão

Resumo


 

RESUMO

 

Ao longo da História, as mulheres foram consideradas como desprovidas de poder. Submetidas ao domínio de relações patriarcais, vivenciaram, por muito tempo, a autoridade do pai, do marido e, em algumas instâncias, a autoridade do padre. Distanciadas do poder formal, encontraram no Estado, na Igreja e na sociedade agentes que legitimavam a sua opressão. Entre os séculos XVIII e início do século XIX, esta situação de opressão experimentadas pelas mulheres sofreu variações. Despontando como um grupo heterogêneo, formalmente excluído das instâncias do poder, encontramos as mulheres viúvas. Neste artigo trazemos para o centro da discussão as estratégias adotadas por essas mulheres visando conquistar e manter sua autonomia pessoal e financeira a partir da ocupação habitual em pequenos comércios e em estabelecimentos e negócios de maior envergadura, constituindo-se assim, a exceção à regra, o contraponto, o singular dentro da ordem vigente.

 

Palavras-chave: Viuvez. Comércio. Gênero. Micropoderes. Salvador. Século XIX.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.