EXPERIÊNCIAS DE MULHERES QUILOMBOLAS COM PLANEJAMENTO REPRODUTIVO E ASSISTÊNCIA NO PERÍODO GRAVÍDICO-PUERPERAL

Chirlene Oliveira de Jesus Pereira, Silvia Lúcia Ferreira

Resumo


Este estudo consiste em analisar as experiências de mulheres quilombolas com planejamento reprodutivo e à assistência recebida por elas no período gravídico-puerperal, numa comunidade rural localizada no recôncavo baiano. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com entrevista semiestruturada, baseada na análise de conteúdo fundamentado na perspectiva de Bardin. A pesquisa foi realizada com dezoito mulheres entre 18 e 49 anos. Os resultados revelam o acesso precário e o desconhecimento sobre planejamento reprodutivo pelas mulheres quilombolas, assim como o desconhecimento e dificuldades de acesso para o acompanhamento do pré-natal, dificuldades para a realização do parto e assistência pós-parto. Desta forma, a história do planejamento reprodutivo das mulheres quilombolas mostra como vivenciaram suas experiências reprodutivas, submetidas às condições desfavoráveis, como gravidez não planejada e acesso restrito aos serviços de Atenção Básica à saúde, assim como, o acesso precarizado aos serviços de saúde no período gravídico-puerperal.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.