AÇÕES FEMININAS NOS PROCESSOS CRIMES: RESISTÊNCIA COTIDIANA, VIOLÊNCIA E RESSIGNIFICAÇÃO (ALTO SERTÃO DA BAHIA, 1900-1930).

Marcos Profeta Ribeiro

Resumo


Este artigo objetiva analisar atuações de mulheres cujas ações as colocaram cotidianamente em oposição a um conjunto de normas sociais coercitivas e violentas sobre seus corpos. Através da análise de processos crimes, envolvendo os segmentos sociais mais pobres, residentes no alto sertão baiano nas três primeiras décadas do século XX, esta pesquisa pretende esmiuçar fragmentos de trajetórias femininas a partir de três casos exemplares, que nos possibilitam enxergá-las para além das normas sociais vigentes. Sem desconsiderar a intensidade das violências sofridas por elas, este estudo é pautado pela incessante ressignificação de conceitos, a fim de destacar o caráter perenemente insubmisso dos agires femininos no alto sertão baiano.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.