O ato de dizer por escrito na esfera acadêmica: implicações conceituais de base histórico-cultural

Simone Lesnhak

Resumo


O ato de dizer, por meio da escrita, na universidade parece constituir desafio substantivo para muitos estudantes; vivências empíricas na docência no ensino superior têm sinalizado para isso, tanto quanto pesquisas que vêm ocupando espaços em eventos educacionais da área da linguagem. Em atenção a esses ‘sinais’, este artigo teórico tem como objetivo identificar conceitos no campo dos estudos do letramento, em interface com o ideário bakhtiniano, tomados como potenciais contributos a novas compreensões acerca de implicações histórico-culturais desse mesmo ato de dizer, por escrito, na universidade. A proposta é de que a escrita acadêmica seja compreendida como constitutiva de eventos de letramento para cuja participação são requeridas dos acadêmicos práticas de letramento que ancorem essa mesma participação, processo que demanda familiarização com os modos de dizer e os modos de fazer na universidade, do que decorre maior ou menor inserção nessa esfera da atividade humana.

Palavras-chave


Escrita acadêmica; Eventos de letramento; Práticas de letramento.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/2317-1219rf.v4i2.9126

Revista entreideias: educação, cultura e sociedade, desde 2012. ISSN: 2317-1219 (online)
www.entreideias.ufba.br
Antiga Revista da FACED, desde 1994