Diálogo, pesquisa e prática educativa

Marcelo Silva de Souza Ribeiro

Resumo


Fruto de reflexões e experiências diversas oriundas da prática na formação docente, da pesquisa em educação e dos diálogos com profissionais e estudantes, a proposta deste ensaio é discutir uma possível maneira de pensar e fazer ciência (em sua variação “pesquisa”) a partir do dialógico, que é uma relação mais compreensiva entre os parceiros envolvidos no processo de construção do conhecimento e também outra forma de abordar a relação sujeito – objeto. Como desdobramento dessa discussão, este texto visa também tecer algumas implicações sobre a prática educativa. A espera (ativa), portanto, a partir deste texto é impactar o leitor e a mim mesmo à medida que visa aprofundar o desenvolvimento de outras maneiras de pensar e fazer a pesquisa, sobretudo no campo da educação. Para essa empreitada iremos fazer recortes de itinerências históricas da aventura humana em relação à produção do conhecimento e, mais especificamente, em relação à ciência e o pano de fundo de um projeto de colonização, desenvolvendo a ideia de que a ciência manteve cumplicidade com o projeto civilizatório colonizador, sobretudo via a marca do não dialógico. Por fim, este ensaio visa apontar novas possibilidades de pensar e fazer ciência, principalmente no campo da educação.

Palavras-chave


Ciência. Diálogo. Educação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/2317-1219rf.v4i2.9071

Revista entreideias: educação, cultura e sociedade, desde 2012. ISSN: 2317-1219 (online)
www.entreideias.ufba.br
Antiga Revista da FACED, desde 1994