A cultura popular como aporte problematizador do processo de exclusão social

Rafael Rossi

Resumo


O atual modo de produção capitalista, com relação à produção do espaço urbano engloba cada vez mais as desigualdades socioespaciais. Com isso, incorpora e acentua também os processos de exclusão social, que por sua vez, correspondem à dificuldades de participação política das famílias que os vivenciam. As políticas públicas, por sua vez, que pretendem contribuir para diminuir esses processos não levam em consideração a opinião da população pertencente aos grupos de menor poder aquisitivo. Acreditamos que os intelectuais e outros agentes juntos na formação e prática de atividades culturais, contribuem para amenizar essa crise política, via o esclarecimento dessa população e com isso sua maior participação política.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/2317-1219rf.v1i1.5436

Revista entreideias: educação, cultura e sociedade, desde 2012. ISSN: 2317-1219 (online)
www.entreideias.ufba.br
Antiga Revista da FACED, desde 1994