Intervenção educacional no processo de organização sociocomunitária em populações atingidas por barragens.

Edinaldo Medeiros Carmo

Resumo


Esse estudo teve como objetivo avaliar a contribuição que o processo educacional trouxe para a organização sociocomunitária dos reassentados do Núcleo Fazenda Nova, um dos quinze criados para abrigar as famílias que tiveram suas terras inundadas com a formação do lago, decorrente da construção da Barragem Pedra do Cavalo, na região fumageira do Recôncavo Baiano. Possui uma abordagem qualitativa do tipo Estudo de Caso, utilizando, como técnicas de coleta de dados, a entrevista semi-estruturada e o grupo focal. Para complementar as informações, utilizou-se também da análise documental. Os sujeitos do estudo foram 37 pessoas, distribuídas de acordo com a sua representação e a análise dos dados foi orientada pela técnica de Análise de Conteúdo. Os resultados revelaram que a intervenção educacional, realizada pelas instituições governamentais, não proporcionou aos reassentados a conquista da autonomia, gerando forte dependência ao poder instituído. A participação dos reassentados, em prol de melhores condições de vida, por meio da organização sociocomunitária, ainda não foi conquistada.

Palavras-chave


Intervenção educacional; Participação; Organização sociocomunitária.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/2317-1219rf.v13i13.3000

Revista entreideias: educação, cultura e sociedade, desde 2012. ISSN: 2317-1219 (online)
www.entreideias.ufba.br
Antiga Revista da FACED, desde 1994