A Gestão Participativa nas Escolas Públicas Municipais de Salvador e o nível de envolvimento da comunidade escolar

José Santos de Jesus, Jair Nascimento Santos

Resumo


Este artigo apresenta o resultado de uma pesquisa realizada em 2006, envolvendo a temática participação. Aborda os acessos e as dificuldades na participação da comunidade escolar (pais, alunos, professores, funcionários e gestores) na gestão das escolas públicas municipais em Salvador. Na formulação do problema foi definida a seguinte questão: quais os acessos e dificuldades de participação da comunidade na gestão de/das escolas pública municipais de Salvador? Os principais objetivos da pesquisa foram: aprofundar os conhecimentos acerca da participação da comunidade no contexto organizacional e avaliar a amplitude da participação da comunidade escolar na gestão da escola através da elaboração, acompanhamento e avaliação do Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE) nas escolas municipais de Salvador. A metodologia utilizada foi o estudo de caso. O resultado da investigação apresentou formas objetivas e subjetivas que facilitam e dificultam a participação efetiva da comunidade escolar por meio do Conselho Escolar (CE) numa gestão de perspectiva emancipável. E aponta uma concentração do poder decisório nas mãos dos segmentos gestores e professores. Esse último em menor grau.

Palavras-chave


Gestão democrática na escola. Participação democrática

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/2317-1219rf.v13i13.2955

Revista entreideias: educação, cultura e sociedade, desde 2012. ISSN: 2317-1219 (online)
www.entreideias.ufba.br
Antiga Revista da FACED, desde 1994