Escola, corpo e relações de poder

Fabio Zoboli, Adolfo Ramos Lamar

Resumo


Percebe-se, cada vez mais, a presença das relações de poder na sociedade, nos seus mais variados segmentos. Compreender essas relações de poder faz-se necessário, pois sem tal compreensão, dificilmente se poderá alterar efetivamente esses jogos de poder dentro da sociedade. A identificação e compreensão do processo pelo qual se dá a tomada do poder sobre os corpos no ambiente escolar constitui uma preocupação importante na educação e na Educação Física. Com essa perspectiva, este artigo, que é fruto de uma pesquisa de mestrado feita a partir de um estudo de caso na Escola de Ensino Fundamental Bairro das Nações, na cidade de Timbó (SC), apresenta a escola e sua função social dando maior foco às relações de poder que ali se perpassam. Contextualiza-se o corpo na sua relação com a escola, colocandoo numa perspectiva crítica frente aos seus usos e significados na atual conjuntura da sociedade e frente aos valores da ideologia de mercado. Ancorados nesta perspectiva, faz-se uma relação entre o poder dominante e o disciplinamento do corpo através da escola, para que o mesmo através de tal prática se submeta ao que o sistema dominante dele espera.

Palavras-chave: corpo, escola, relações de poder, habitus.


Abstract: We notice that, more and more, the presence of power relations in diversified segments is in the society. It becomes necessary to understand these power relations because without such understanding it will be very difficult to make effective changes in the power games within the society. The identification and comprehension of the process in which the power conquest takes over the bodies in the school environment, constitutes an important concern in the education and in Phisycal Education. With this perspective, which is the source of a masters research, made from a case study in a elementary school, located in the borough “Nations” in the city of Timbó (SC) introduces the school and its social function giving major emphasis to the power relations that happens there. It justifies the body context related to the school power, placing it in a critical perspective in respect to its uses and meanings in the current society conjuncture versus the market ideological values. Based on this perspective, it’s necessary to have a relation between the prevailing power and the body discipline through the school so that it, through such a practice, submits itself to what the prevailing system expectes from it.

Key words: Body, school, power relations, habitus.

Palavras-chave


corpo, escola, relações de poder, habitus.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/2317-1219rf.v9i8.2829

Revista entreideias: educação, cultura e sociedade, desde 2012. ISSN: 2317-1219 (online)
www.entreideias.ufba.br
Antiga Revista da FACED, desde 1994