Murmúrios da vida em estratégias discursivas

Heleusa Figueira Câmara

Resumo


As práticas discursivas pautadas pela religiosidade despontam nos presídios como um jogo polêmico e estratégico, em face dos estigmas que classificam os prisioneiros como seres perigosos e irrecuperáveis. Entre os acontecimentos do delito, do julgamento, da sentença e as possibilidades de consolação, redenção e liberdade espiritual, a escrita criativa e autobiográfica estabelece outros percursos comunicativos para o transgressor, como autor de uma nova história de vida.

Palavras-chave: Prisões; Prisioneiros; Narrativas; Identidade.


Abstract: Writing in prison is a common practice. Prisoners feel the need to maintain contact with the outside world. Since the stigma of having been in prison labels the prisoner as dangerous and beyond recovery, the creative and autobiographic writing is an alternative to establish a new motive for the crime that caused his encarceration. Religious writing is a way to minimize the consequences of the offence, the judgement and the sentence. It also opens up to him the possibility of a new way of life.

Key words: Prisons; Prisoners; Narratives; Identities.

Palavras-chave


Prisões; Prisioneiros; Narrativas; Identidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/2317-1219rf.v11i10.2702

Revista entreideias: educação, cultura e sociedade, desde 2012. ISSN: 2317-1219 (online)
www.entreideias.ufba.br
Antiga Revista da FACED, desde 1994