ACOLHIMENTO COM CLASSIFICAÇÃO DE RISCO: A VOZ DAS MULHERES

Taíze Santos Sousa, Mayane De Uzêda Andrade, Mariza Silva Almeida, Isa Maria Nunes, Marinalva Moreira Carvalho

Resumo


O Ministério da Saúde lança o Acolhimento Com Classificação de Risco (ACCR) em Maternidade como estratégia de mudanças na organização do processo de trabalho em saúde para garantir o acesso e a integralidade. O estudo objetivou analisar a concepção de puérperas sobre o ACCR. Trata-se de um estudo exploratório de abordagem qualitativa, realizado em uma maternidade pública de Salvador-Bahia, com a participação de 19 mulheres por meio de entrevista semiestruturada, sendo realizada durante o mês de outubro de 2012. As informações foram analisadas por meio da análise de conteúdo de Bardin. As participantes eram adultas, com média escolaridade, que se autodeclararam negras e pardas. Da análise das falas, emergiram quatro categorias: Indicação de atendimento e humanização; Vislumbrando a equidade no atendimento; Sentindo-se acolhida; O ACCR cumprindo seu papel. Mediante os depoimentos, identificou-se que a certeza de vaga para o internamento e para um atendimento humanizado foram os principais motivos que levaram as mulheres a procurarem a maternidade em pauta. Acredita-se que o objetivo da pesquisa foi alcançado, ao identificar que as mulheres se sentiram acolhidas, ao ser-lhes oportunizado a expressão de seus sentimentos, medos e ansiedades, permeados pela escuta qualificada, orientações e informações adequadas. Identificaram-se a necessidade de maiores investimentos, com vistas à ampliação da estrutura física e do processo de atendimento nas maternidades, e a realização de pesquisas com ênfase na saúde das mulheres no ciclo gravídico-puerperal e que destas surjam ideias para novas implementações e implantações do protocolo em outras maternidades. 


Palavras-chave


risco;acolhimento;enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v27i3.8347

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt