ELABORAÇÃO DO PROJETO NA PESQUISA FENOMENOLÓGICA EM ENFERMAGEM

Antonio Carlos Gil, Nancy Itomi Yamauchi

Resumo


As pesquisas orientadas fenomenologicamente caracterizam-se pela flexibilidade. Não cabe, portanto, definir normas rígidas a respeito do projeto que as orienta. Como, porém, muitas dessas pesquisas têm como propósito a obtenção de um título acadêmico, seus autores, com frequência, sentem dificuldade para adaptar sua proposta de pesquisa aos requisitos definidos pelas instituições. Assim, apresenta-se o presente trabalho que tem como objetivo discutir as vantagens e desvantagens da elaboração de projetos de pesquisas orientadas fenomenologicamente, bem como esclarecer acerca dos componentes que integram esses projetos. Para sua elaboração foram consideradas contribuições teóricas de pesquisadores que se dedicam à pesquisa fenomenológica, bem como a análise de projetos de pesquisa submetidos a instituições de ensino superior. Discute-se inicialmente o papel do projeto nas pesquisas fenomenológicas. Em seguida, passa-se à apresentação organizada – sempre seguida de discussão - dos elementos sugeridos para composição de um projeto de pesquisa.


Palavras-chave


Projeto de pesquisa. Enfermagem. Fenomenologia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v26i3.6613

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.