ACOMPANHANTE NO CENTRO OBSTÉTRICO: SIGNIFICADO PARA A EQUIPE DE ENFERMAGEM

Karina de Santana Prata, Maria Crispina Muniz Conceição Brito, Mariza Silva Almeida, Nirliane Ribeiro Barbosa, Isa Maria Nunes

Resumo


Este estudo tem o objetivo de analisar o significado da presença do(a) acompanhante durante o trabalho de parto e

parto para a equipe de enfermagem. Estudo exploratório, descritivo e de abordagem qualitativa, realizado com vinte

profissionais de enfermagem de uma maternidade pública de Salvador, Bahia, mediante entrevista semiestruturada,

em 2010. Os resultados indicam que a maioria da equipe de enfermagem atribui significado positivo à presença

de acompanhante, ressaltando a necessidade do preparo deste e a adequação da estrutura física das instituições.

Embora se reconheçam os benefícios para a mulher, algumas(uns) profissionais ainda mostram resistência a essa

prática. Os achados evidenciam a necessidade de utilização de estratégias reflexivas que orientem, sensibilizem

e capacitem a equipe com vistas ao atendimento dessa lei que visa contribuir para o alcance da humanização da

assistência.


Palavras-chave


Parto. Humanização da Assistência. Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v25i3.6146

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt