PADRÃO ALIMENTAR, COMORBIDADES E GRAU DE OBESIDADE DE MULHERES EM SEGUIMENTO AMBULATORIAL MULTIPROFISSIONAL

Catia Suely Palmeira, Juliana Santos Mota, Natália Azevedo Correia Passos, Fernanda Carneiro Mussi

Resumo


Objetivo: descrever o padrão alimentar de mulheres com excesso de peso e caracterizar o índice de massa corpórea e as comorbidades associadas. Método: estudo descritivo quantitativo realizado em ambulatório de referência em obesidade com 101 mulheres com excesso de peso. Os dados foram avaliados por questionários específicos e analisados por meio da estatística descritiva. Resultados: predominaram mulheres com obesidade grau III (31,7%) e com hipertensão arterial (61,4%). O consumo de alimentos com frequência igual ou superior a cinco dias por semana foi: feijão/leguminosas (45,0%), verduras/legumes/salada cozidos (54,0%) e cru (47,0%), carnes vermelhas (45,5%), frango (35,0%) e peixes (3,0%). A maioria retirava a gordura visível das carnes vermelhas (89,7%) e do frango (85,9%) e adotava a forma cozida, assada ou grelhada como preparo (93,9%). Bebidas açucaradas eram consumidas por 18,0% das entrevistadas. Conclusão: o padrão de consumo alimentar de mulheres com excesso de peso apresentou-se abaixo do recomendado.

Descritores: Obesidade. Alimentação. Comportamento alimentar. Comorbidade. Mulheres.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v34.36203

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt