INCIDÊNCIA E CARACTERIZAÇÃO DAS FLEBITES NOTIFICADAS ELETRONICAMENTE EM UM HOSPITAL DE ENSINO

Rosana Santos Mota, Valdenir Almeida da Silva, Andreia Santos Mendes, Ângela de Souza Barros, Olga Maria Brito dos Santos, Bruno Pereira Gomes

Resumo


Objetivo: analisar a incidência e as notificações de flebite em um hospital de ensino. Método: estudo observacional retrospectivo, realizado em Salvador, Bahia, Brasil. Os dados foram coletados com base nas notificações de incidentes relacionados à assistência à saúde, ocorridas no período de janeiro/2016 a dezembro/2017. Realizou-se análise descritiva. Resultados: foram notificados 277 casos de flebite, com incidência variando entre 1,45% e 26,09% no período do estudo. A maioria das flebites ocorreu em indivíduos adultos (63,27%); raça negra (66,06%); e com baixo nível de escolaridade (53,43%). O uso prolongado de medicamentos e/ou uso de medicamento irritante (52%) foram citados como principais causas do evento; 95,31% foram classificados como não graves. Conclusão: a incidência de flebite variou no período de estudo, e as notificações em um hospital de ensino apontaram para danos à saúde da maioria dos pacientes com flebites notificadas.

Descritores: Eventos Adversos. Flebite. Segurança do Paciente.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v34.35971

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt