COMUNIDADES REMANESCENTES DE QUILOMBOS: CONTRIBUIÇÃO AOS DOMÍNIOS FÍSICO, SOCIAL, PSICOLÓGICO E AMBIENTAL

Milleidy Cezar Peixoto, Cláudia Blaszkowski Jacobi, Larissa Rolim Borges-Paluch

Resumo


Objetivo: comparar a qualidade de vida de pessoas que vivem em comunidades remanescentes de quilombos em municípios baianos. Método: pesquisa de caráter descritivo e abordagem quantitativa aplicada a moradores de duas comunidades remanescentes de quilombo, localizadas no estado da Bahia. Para a coleta de dados de qualidade de vida foi aplicado o formulário WHOQOL-Bref. Os dados foram explorados quanto às similaridades e diferenças entre as variáveis estudadas em cada comunidade. Resultados: com relação ao domínio físico, há baixo escore nas variáveis dor e desconforto, que causam falta de energia para as atividades cotidianas e fadiga. Também houve baixo escore em espiritualidade no domínio psicológico nas duas comunidades. No domínio meio ambiente, a variável recurso financeiro obteve escores baixos, mas o domínio relações sociais apresentou resultados satisfatórios. Conclusão: na análise geral dos escores das facetas, percebe-se que as comunidades remanescentes de quilombos possuem perfis semelhantes.

Descritores: Qualidade de Vida. Grupos Étnicos. Populações Vulneráveis.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v34.34552

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt