PERFIL CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICO DE INDIVÍDUOS COM HISTÓRICO DE TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

Jocinei Ferreira Constâncio, Adriana Alves Nery, Edilene Curvelo Hora Mota, Clarice Alves dos Santos, Maitana Carvalho Cardoso, Tatiane Oliveira de Souza Constâncio

Resumo


Objetivo: descrever o perfil clínico-epidemiológico dos indivíduos com histórico de Traumatismo Cranioencefálico atendidos em um hospital público do interior do estado da Bahia e conhecer as características clínico-epidemiológicas desses indivíduos segundo sexo e causas (violentas e não violentas). Método: estudo descritivo de abordagem quantitativa, exploratório, realizado com pacientes internados por Traumatismo Cranioencefálico. Os dados foram submetidos à análise bivariada, utilizando o Teste Qui-quadrado de Pearson. Resultado: compôs a amostra, um total de 1.140 prontuários de indivíduos com média de idade de 37,6 (± 20,5) anos, sendo a maioria do sexo masculino (81,9%). Predominou, na casuística, indivíduos com traumatismo cranioencefálico leve (36%), sendo as causas mais incidentes os acidentes de transportes envolvendo motocicleta (30,5%), automóvel (16,4%) e as quedas da própria altura (14,6%). Conclusão: as principais vítimas de traumatismo cranioencefálico foram adultos jovens do sexo masculino e as principais causas foram os acidentes de transporte e as quedas.


Descritores: Traumatismos Cranioencefálicos. Lesão Encefálica Traumática. Epidemiologia. Perfil de Saúde. Morbidade.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v32.28235

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt