CIRCULAÇÃO DO PODER-SABER NA CONSTITUIÇÃO DAS PRÁTICAS PROFISSIONAIS DE MÉDICOS E ENFERMEIROS

Tauana Wazir Mattar e Silva, Isabela Silva Câncio Velloso, Meiriele Tavares Araújo, Carolina Sales Galdino, José Ferreira Pires Júnior, Thairine Aparecida de Oliveira Nobre

Resumo


Objetivo: analisar a circulação do poder nas práticas profissionais de médicos e enfermeiros de um Centro de Terapia Intensiva. Método: pesquisa qualitativa, com dados coletados por meio de entrevista semiestruturada, com médicos e enfermeiros de Centro de Terapia Intensiva situado em Minas Gerais, Brasil, e submetidos à análise de discurso. Resultado: em geral, a equipe médica não se mostrou muito atenta às normas institucionais, sendo os enfermeiros mais envolvidos nos processos normalizadores e disciplinares. A visibilidade do médico está relacionada à legitimação do domínio do saber científico expresso em seu discurso, o que lhe confere posição de detenção do poder, à medida que o enfermeiro tem um discurso que mostra certa resistência em assumir visibilidade e protagonismo na equipe. Conclusão: o Centro de Terapia Intensiva é um cenário onde há interseção de diversos saberes especializados, que se expressam nos discursos de médicos e enfermeiros, favorecendo a circulação do poder nas práticas desses profissionais.


Descritores: Relações Médico-Enfermeiro. Poder (Psicologia). Prática Profissional. Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde..


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v32.28234

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt