CARACTERIZAÇÃO DA SAÚDE DE IDOSOS CADASTRADOS EM UMA UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA

Gleicy Karine Nascimento de Araújo, Rafaella Queiroga Souto, Fábia Alexandra Pottes Alves, Rute Costa Régis de Sousa, Renata Clemente dos Santos, Karla Alexsandra de Albuquerque

Resumo


Objetivo: caracterizar a saúde de idosos cadastrados em uma Unidade de Saúde da Família. Método: estudo quantitativo descritivo, transversal, realizado entre 2016 e 2017, com 159 participantes. Para a coleta de dados, foram utilizados instrumentos já validados. Os dados foram tabulados e analisados no SPSS versão 21.0 por meio de estatística descritiva. Resultados: houve predomínio de idosos jovens, do sexo feminino, alfabetizados e com renda de até um salário mínimo, que consideravam boa a sua saúde. A hipertensão foi a patologia mais prevalente. Apresentaram boa capacidade funcional e boa qualidade de vida, ainda em risco para desnutrição, sem déficit cognitivo e sintomas depressivos. A maioria acessa os serviços públicos de saúde e utiliza algum medicamento em
caráter crônico. Conclusão: os idosos cadastrados na unidade de saúde não apresentavam problemas de ordem cognitiva, nem psicoemocional e consideravam-se saudáveis, apesar de a maioria ter hipertensão arterial e terem
sido detectados riscos para desnutrição.
Descritores: Saúde do Idoso. Saúde da Família. Saúde Pública. Envelhecimento. Enfermagem Geriátrica.

 


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v32.28041

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt