PERCEPÇÃO DE DISCENTES, DOCENTES E TRABALHADORAS SOBRE O PROCESSO DE TRABALHO DA ENFERMEIRA

Nildo Batista Mascarenhas, Tatiane Araujo dos Santos, Tatiane Cunha Florentino, Handerson Silva Santos

Resumo


Objetivo: analisar a percepção de discentes, docentes e trabalhadoras sobre o processo de trabalho da enfermeira. Método: pesquisa exploratória, com abordagem qualitativa. Os sujeitos foram discentes, docentes e enfermeiras. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada, organizados em quadros, classificados conforme as categorias do processo de trabalho da enfermeira e analisados à luz do referencial teórico marxista sobre o processo de trabalho em saúde/enfermagem. Resultados: as participantes conceberam o processo de trabalho da enfermeira de maneira fragmentada, não reconheceram sua natureza indissociavelmente assistencial-gerencial e consideraram o trabalho gerencial da enfermeira como um obstáculo. Conclusão: não há diferenças na percepção de discentes, docentes e trabalhadoras sobre o processo de trabalho da enfermeira.

Descritores: Trabalho. Enfermeira. Estudante de Enfermagem. Educação em Enfermagem.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v33.27930

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt