ORIENTAÇÕES PARA A COLETA DE URINA PARA EXAME: DESAFIOS QUE PERMEIAM A ATUAÇÃO DA ENFERMAGEM

Franciely Daiana Engel, Fernanda Karla Metelski, Arnildo Korb

Resumo


Objetivo: identificar a percepção de profissionais de enfermagem em relação às orientações fornecidas aos usuários para a coleta do exame de urina. Método: pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória. A coleta de dados ocorreu no mês de dezembro de 2015 e participaram do estudo 45 profissionais de saúde. Foi realizada a análise de conteúdo do tipo temática. Resultados: os resultados foram organizados em três núcleos de sentido: “Natureza das orientações fornecidas aos usuários”; “Desafios vivenciados pelos profissionais ao orientar os usuários”; “Fatores que influenciam a compreensão do usuário”. Conclusão: os profissionais de enfermagem relataram compreender a importância de fornecer boas orientações aos usuários, contudo as dificuldades vivenciadas sugerem fragilidades no processo de educação em saúde, na instituição de vínculo entre profissional-usuário e na comunicação.

Descritores: Coleta de Urina. Técnicas de Laboratório Clínico. Educação em Saúde. Saúde Pública. Equipe de Enfermagem.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v32.27568

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt