HÁBITOS DE VIDA E DIMENSÕES DA SÍNDROME DE BURNOUT ENTRE TRABALHADORES DA EMERGÊNCIA PRÉ-HOSPITALAR

Flávio Costa da Conceição, Maristela Dalbello Araujo, Luzimar dos Santos Luciano, Maria Carlota de Rezende Coelho

Resumo


Objetivo: descrever hábitos de vida e dimensões da síndrome de Burnout em trabalhadores do atendimento de emergência pré-hospitalar. Método: estudo descritivo, de abordagem quantitativa, realizado com 56 trabalhadores, entre março e abril de 2017. Foi aplicado o Maslach Burnout Inventory para avaliar as dimensões da síndrome de Burnout e questionário para a caracterização sociodemográfica. Dados apresentados mediante descrição estatística. Resultados: hábitos de vida saudáveis e realização profissional com a atividade exercida puderam agir como fatores de proteção para o desenvolvimento da síndrome entre esses trabalhadores. Não faziam uso de tabaco, 91,1% dos trabalhadores; 60,7% não ingeriam bebida alcoólica; 62,5% faziam atividade física e 100% realizavam atividades de lazer. Os participantes apresentaram nível baixo de exaustão emocional (75%); baixo nível de despersonalização (50%) e realização profissional (57,14%). Conclusão: os trabalhadores do atendimento de emergência pré-hospitalar tinham hábitos de vida saudáveis e não se enquadraram na classificação da síndrome de Burnout.


Descritores: Estresse Ocupacional. Saúde do Trabalhador. Profissionais de Saúde. Atendimento de Emergência Pré-Hospitalar.

 

 


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v33.27539

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt