REPRESENTAÇÕES DE SUPERVISÃO NA PERSPECTIVA DOS ENFERMEIROS COORDENADORES DE UM HOSPITAL DE ENSINO

Claudia Aparecida Dias, Dilma Costa Santos, Luciana de Oliveira Matias, Maria Lucia Silva Servo, Carmem Lúcia Albuquerque de Santana, Luiza Hiromi Tanaka

Resumo


Objetivo: compreender a percepção dos Coordenadores de Áreas Assistenciais de Enfermagem sobre a supervisão de enfermagem realizada pelos enfermeiros assistenciais no contexto hospitalar. Método: estudo de abordagem qualitativa, fundamentado na Teoria das Representações Sociais. Foram entrevistados 16 coordenadores de enfermagem de um hospital de ensino. Os dados foram analisados pelo método Conteúdo Qualitativo-Temático. Emergiram três categorias empíricas: Supervisão de Enfermagem: Ferramenta Gerencial que Qualifica o Cuidado, Imbricamento entre Administrar e Cuidar e Supervisionar: Reflexo do Processo Formativo e Contexto Institucional. Resultados: a significação dada pelo grupo social dos coordenadores sobre a supervisão de enfermagem praticada revela uma prática gerencial de controle e pouco educativa, porém com impacto positivo para a qualidade assistencial. Conclusão: a percepção dos Coordenadores de Áreas Assistenciais de Enfermagem sobre a supervisão de enfermagem revelou deficiências na implementação atribuídas às lacunas da formação, às demandas excessivas no trabalho e à falta de capacitação em relação à prática da supervisão.
Descritores: Enfermagem. Teoria das Representações Sociais. Supervisão de Enfermagem.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v32.27422

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt