PERFIL EMPREENDEDOR ENTRE RESIDENTES DE ENFERMAGEM

Andressa Martins Dias Ferreira, Mariana Angela Rossaneis, João Lucas Campos de Oliveira, Maria do Carmo Fernadez Lourenço Haddad, Marili Terezinha Oliveira Vannuchi

Resumo


Objetivo: identificar o perfil empreendedor de residentes de enfermagem de uma universidade pública. Método: estudo transversal, descritivo, de abordagem quantitativa. Foi desenvolvido junto aos programas de residência em enfermagem de uma universidade pública do Paraná, Brasil. À amostra de residentes, empregou-se o teste Tendência Empreendedora Geral e formulário para caracterização. Os dados tabulados foram submetidos à estatística descritiva, utilizando-se o ponto médio do teste como parâmetro para aferição do perfil empreendedor. Resultados: a maior parte (91%) dos enfermeiros residentes eram mulheres com menos de 25 anos (66,7%). As tendências empreendedoras melhor pontuadas foram “impulso e determinação” e “necessidade de sucesso”. As principais aferições negativas ao perfil empreendedor foram “propensão a riscos” e “tendência criativa”. Conclusão: os residentes de enfermagem são determinados ao sucesso, porém algumas tendências empreendedoras são deficitárias, o que pode dificultar a completude do perfil empreendedor.

Descritores: Competência profissional. Internato e residência. Recursos humanos de enfermagem. Papel do profissional de enfermagem. Gestão em saúde.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v32.27365

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt