PADRÃO DE ATIVIDADE FÍSICA EM MULHERES COM EXCESSO DE PESO

Taise Santos do Nascimento, Fernanda Carneiro Mussi, Cátia Suely Palmeira, Francisco José Godim Pitanga, Melissa Almeida Santos Paim

Resumo


Objetivo: descrever o nível de atividade física de mulheres com excesso de peso. Método: estudo transversal, descritivo. Cento e quarenta e três mulheres foram entrevistadas, utilizando-se o International Physical Activity Questionnaire, e submetidas a avaliação antropométrica, no período de outubro de 2015 a julho de 2016. Os dados foram analisados em frequências relativas e absolutas, médias e desvio padrão (DP). Resultados: idade média foi 50,66 anos (DP=11,55). Predominaram mulheres negras, sem companheiro, com até o segundo grau, em atividade laboral e baixa renda. Maior proporção era obesa (82,5%), com circunferência da cintura não recomendada (≥80 cm). Referente ao nível de atividade física global, 65,4% eram ativas/muito ativas. Considerando o nível de atividade física por domínio, 64,4% eram insuficientemente ativas/sedentárias no trabalho, 78,1% no deslocamento e 85,2% no tempo livre, mas 54,2% eram ativas/muito ativas nas atividades domésticas. Conclusão: o nível de atividade física de mulheres com excesso de peso foi baixo na maioria dos domínios, exceto no domicílio, sendo necessário encontrar estratégias para otimizar a prática de atividade física sobretudo no lazer.
Descritores: Atividade Motora. Mulheres. Obesidade.

 


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v32.25738

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt