DESCENTRALIZAÇÃO DO ACESSO AO SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE TRATAMENTOS ESPECIAIS EM TUBERCULOSE

Daniela Wilhelm, Mauricio Vieira Rodrigues, Priscila Tadei Nakata, Sabrina da Cunha Godoy, Carine Raquel Blatt

Resumo


Objetivos: Discutir o processo de descentralização do acesso ao Sistema de Informações de Tratamentos Especiais em Tuberculose (SITETB) e caracterizar os pacientes notificados e tratados. Método: Estudo quantitativo realizado a partir das bases de dados do SITETB, no período de 2013 a 2016, no município de Porto Alegre, Brasil, realizado em quatro etapas: elaboração de fluxos, escolha das instituições contempladas com o acesso ao sistema, capacitação das equipes e monitoramento das notificações e acompanhamento dos casos. Resultados: O Sistema de Informações de Tratamentos Especiais em Tuberculose foi descentralizado para cinco centros de referência em tuberculose, nove hospitais gerais, e para o Presídio Central. A maioria dos pacientes notificados está na faixa etária economicamente ativa, são homens e maior predominância da forma pulmonar. Conclusão: A descentralização de sistemas de informação pode trazer desafios que exigem modificações nas relações de gestão e assistência envolvidas neste processo.

Descritores: Tuberculose, Assistência Integral à Saúde, Descentralização; Sistemas de Informação em Saúde.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v32.25134

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt