REPROVAÇÃO ESCOLAR E ASPECTOS SOCIAIS E DE SAÚDE: ESTUDO TRANSVERSAL COM ADOLESCENTES

Raiane Moreira Santos, Nadirlene Pereira Gomes, Rosana Santos Mota, Nildete Pereira Gomes, Telmara Menezes Couto, Gleide Santos de Araújo

Resumo


Objetivo: verificar associação entre reprovação escolar e variável sociodemográfica, sexual/reprodutiva e violência intrafamiliar em adolescentes da rede pública de ensino. Método: trata-se de uma pesquisa quantitativa, do tipo transversal. Para verificar associação entre variáveis dependentes e independentes, utilizou-se o programa Stata, cuja análise bivariada foi realizada pelo Teste Qui-quadrado de Pearson. Resultados: a análise dos dados permitiu identificar associação positiva e estatisticamente significante entre reprovação escolar e o fato de ter tido relação sexual. Embora sem significância estatística, o estudo também revelou associação entre vivência de violência psicológica e reprovação escolar. Verificou-se ainda que a problemática guarda relação positiva com as seguintes variáveis: raça negra, não praticar religião, trabalhar para contribuir com o sustento da família e gravidez. Conclusão: a reprovação escolar guarda associação com aspectos sociais e de saúde em adolescentes, a exemplo da iniciação sexual e da vivência de violência psicológica.

Descritores: Adolescente. Enfermagem em saúde pública. Educação em saúde. Serviços de enfermagem escolar.


Palavras-chave


Adolescente; Enfermagem em saúde pública; Educação em saúde; Serviços de enfermagem escolar

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v32.21827

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt