EXAME CLÍNICO ESTRUTURADO COMO FERRAMENTA EDUCACIONAL NA ÁREA DE SAÚDE: REVISÃO INTEGRATIVA

Ariane Cristina Barboza Zanetti, André Almeida de Moura, Maria Olívia Barboza Zanetti, Daniele Ramos, Marina Cortez Pereira Bonelli, Carla Lucia Goulart Constant Alcoforado

Resumo


Objetivo: identificar a aplicabilidade do Exame Clínico Objetivo Estruturado como ferramenta de avaliação educacional e de competência clínica de discentes de graduação da saúde. Método: trata-se de revisão integrativa da literatura em que foram realizadas buscas em três bases de dados, no período de 2010 a 2015. Resultados: selecionaram-
se 12 manuscritos, que foram categorizados em dois grupos: Exame Clínico Objetivo Estruturado como método efetivo e válido para a avaliação da competência clínica dos discentes na simulação da prática, e Exame Clínico Objetivo Estruturado como avaliação preditiva do desempenho do estudante na prática clínica. Conclusão: evidenciou-se que o Exame Clínico Objetivo Estruturado é reconhecido como estratégia válida para avaliar a competência clínica no processo de ensino-aprendizagem, apresentando benefícios significativos, entretanto, as limitações associadas ao exame também são reconhecidas.


Descritores: Avaliação educacional Competência clínica Simulação.


Palavras-chave


Avaliação educacional; Competência clínica; Simulação

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v31i4.20484

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt