HOMICÍDIOS NA POPULAÇÃO MASCULINA DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO – BRASIL

Fransley Lima Santos, Ricardo Carlos Cordeiro

Resumo


Objetivo: descrever a tendência dos homicídios na população masculina residente na Região Metropolitana de São Paulo, Brasil, entre os anos de 1979 e 2013. Método: estudo ecológico, exploratório de tendência temporal com descrição da evolução temporal e distribuição espacial dos óbitos por homicídios. Analisou-se as mortes e os coeficientes de mortalidade da população masculina ocorrida na Região Metropolitana de São Paulo decorrentes de homicídios. Resultados: as mortes predominaram entre adolescentes e adultos jovens, com aumento a
partir dos 14 anos de idade. O coeficiente de mortalidade por homicídios masculinos foi maior do que a média nacional até 2005, invertendo-se a partir desse ano. Conclusão: os homicídios na Região Metropolitana de São Paulo tiveram um comportamento peculiar em relação ao Brasil e ao estado de São Paulo até o início de 2005, merecendo um estudo detalhado e minucioso dos eventos que cooperaram para a redução dos homicídios nesta região.


Descritores: Homicídio. Vítimas de homicídio. Violência. Mortalidade. Homens.


Palavras-chave


Homicídio; Violência; Mortalidade; Brasil

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v31i4.20263

Apontamentos



 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt