ITINERÁRIOS TERAPÊUTICOS EM BUSCA DO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DA HANSENÍASE

Daiane Freitas Carneiro, Mila Michele Batista da Silva, Mariana Pinheiro, Iací Proença Palmeira, Everson Vando Melo Matos, Angela Maria Rodrigues Ferreira

Resumo


Objetivo: analisar o itinerário terapêutico de usuários em busca do diagnóstico e tratamento da hanseníase e identificar as dificuldades e as percepções dos usuários acerca da doença. Método: estudo qualitativo e descritivo. Participaram 20 usuários com hanseníase em registro ativo até março de 2016 em um Centro de Saúde Escola no município de Belém-Pará, Brasil. Foi realizada entrevista semiestruturada e a técnica de análise de conteúdo temática. Resultado: Emergiram duas categorias temáticas “Percepção sobre a doença” e “Percalços da suspeição ao diagnóstico e tratamento”. Ainda existe percepções negativas sobre a patologia e muitos percalços a percorrer até o diagnóstico da hanseníase. Conclusão: A busca pelo diagnóstico da hanseníase apontou uma sucessão de erros diagnósticos da rede privada à rede básica de saúde, delineando um percurso tortuoso. As percepções dos usuários atrelam-se ao preconceito, seja este dos outros para consigo ou ao auto preconceito.

 

Descritores: Saúde Coletiva; Hanseníase; Vigilância em Saúde.


Palavras-chave


Saúde Coletiva; Hanseníase; Vigilância em Saúde.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v31i2.17541

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.