QUALIDADE DE VIDA DE MULHERES COM NEOPLASIA MAMÁRIA EM TRATAMENTO QUIMIOTERÁPICO

Sabrina Nunes Garcia, Jorge Vinícius Cestari Félix, Maria de Fátima Montovani, Mariluci Alves Maftum, Luciana Puchalski Kalinke

Resumo


Objetivos: investigar a qualidade de vida de mulheres com neoplasia mamária em tratamento quimioterápico ambulatorial, comparar os domínios afetados nas diferentes etapas do tratamento e associar aos dados sociodemográficos. Método: estudo analítico, longitudinal com 48 mulheres com neoplasia mamária. A coleta de dados ocorreu em três etapas, com os Quality of Life Questionnaires - Core 30 e Breast Cancer. Foram utilizados os testes estatísticos de Friedman, Diferença Mínima Significativa, Spearman e Kruskal-Wallis, valores p<0,05 foram considerados significativos. Resultados: a função física, social, fadiga, náuseas e vômitos, imagem corporal e efeitos sistêmicos apresentaram resultados estatisticamente significantes durante a terapêutica, assim como a associação entre as variáveis idade e função física, e escolaridade e imagem corporal. Conclusão: a qualidade de vida das mulheres foi comprometida em decorrência do tratamento. Tais evidências subsidiam um cuidado de enfermagem direcionado e efetivo, de forma a impactar positivamente sobre a vida das acometidas.

 

Descritores: Enfermagem Oncológica; Qualidade de Vida; Neoplasias da Mama 


Palavras-chave


Enfermagem Oncológica; Qualidade de Vida; Neoplasias da Mama

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v31i2.17489

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.