SEGURANÇA DO PACIENTE E PASSAGEM DE PLANTÃO EM UNIDADES DE CUIDADOS INTENSIVOS NEONATAIS

Mariana Itamaro Gonçalves, Patrícia Kuerten Rocha, Sabrina de Souza, Andréia Tomazoni, Bruno Pereira Dal Paz, Ana Izabel Jatobá de Souza

Resumo


Objetivo: identificar como a segurança do paciente é contemplada na passagem de plantão de equipes de Enfermagem em Unidades de Cuidados intensivos neonatais. Método: pesquisa quantitativa, exploratório-descritiva realizada entre 2012 e 2014. Amostra constituída por 51 observações não participantes em três Unidades de Cuidados Intensivos Neonatais mediante formulário de observação, notas de campo e gravações em áudio. Para análise de dados utilizou-se frequência absoluta e relativa. Resultados: foram verificados comportamentos não benéficos à segurança do paciente durante a passagem de plantão, como os atrasos, saídas antecipadas, as conversas paralelas e a não utilização de recursos tecnológicos. Conclusão: existe um reconhecimento por parte dos profissionais de Enfermagem sobre a importância da passagem de plantão de forma que se garanta a continuidade e a segurança das ações de cuidado instituídas. No entanto, algumas práticas se mostraram frágeis e mudanças são necessárias para garantir segurança e nortear as práticas de cuidados realizadas.

Descritores: Segurança do Paciente; Enfermagem; Comunicação; Unidades de Terapia Intensiva Neonatal.

 


Palavras-chave


Segurança do Paciente; Enfermagem; Comunicação; Unidades de Terapia Intensiva Neonatal

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v31i2.17053

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.