DIRETIVAS ANTECIPADAS: DESEJOS DOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE E CUIDADORES FAMILIARES

Silvana Bastos Cogo, Valéria Lerch Lunardi, Alberto Manuel Quintana, Nara Marilene Oliveira Girardon-Perlini, Rosemary Silva da Silveira

Resumo


Objetivo: conhecer o entendimento de enfermeiros, médicos e cuidadores familiares, quando remetidos à possibilidade de se tornarem doentes em fase final, sobre a aplicabilidade das diretivas antecipadas de vontade. Método: estudo qualitativo com enfermeiros, médicos e familiares de doentes em fase final de vida. A coleta dos dados ocorreu entre outubro e dezembro de 2014 mediante a entrevista semiestruturada. Foi realizada a análise textual discursiva dos dados. Resultados: enfocaram a aplicabilidade das Diretivas antecipadas de vontade e desejos de profissionais e familiares na manutenção da dignidade e autonomia pessoal; e a insegurança da aplicabilidade das diretivas. Conclusão: apesar de aceitarem e desejarem a realização das diretivas antecipadas, os participantes expressaram temores referentes à sua aplicabilidade, de que suas vontades não fossem respeitadas, ou que pudessem modificar-se ao se defrontarem com a situação de fase final, do seu abandono pelos profissionais e da sua insegurança quanto aos diagnósticos e prognósticos.

Descritores: Doente Terminal; Diretivas Antecipadas; Profissionais de Saúde; Autonomia Pessoal; Cuidadores.


Palavras-chave


Doente Terminal; Diretivas Antecipadas; Enfermagem; Autonomia Pessoal; Cuidadores

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v31i1.16932

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt