TIPOS E FINALIDADES DA SIMULAÇÃO NO ENSINO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM: REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

Raphael Raniere de Oliveira Costa, Soraya Maria de Medeiros, Allyne Fortes Vitor, Ana Luisa Brandão de Carvalho Lira, José Carlos Amado Martins, Marília Souto de Araújo

Resumo


Objetivo: identificar os tipos e as finalidades da simulação no ensino de graduação em enfermagem. Método: revisão integrativa da literatura de publicações no período 2010-2015. Dos 2.095 estudos encontrados, 9 foram selecionados para análise mediante os critérios de inclusão. Resultados: os estudos encontram-se distribuídos em 8 periódicos; o ano de 2014 apresentou o maior número de publicações (33,3%). Da análise qualitativa emergiram duas categorias: tipos de simulação usadas no ensino de graduação em enfermagem; a simulação e a aquisição de competências e habilidades. Quanto aos tipos de simulação, as baseadas em computador são mais frequentemente utilizadas. As finalidades são diversas e perpassam o desenvolvimento de competências clínicas, cuidados materno, neonatal e infantil, registro, diagnósticos e intervenções de enfermagem, pensamento crítico, comunicação e trabalho em equipe. Conclusão: os tipos e as finalidades da simulação em enfermagem identificados sinalizam a diversidade e abrangência da simulação enquanto estratégia de ensino e aprendizagem na formação de enfermeiros.

Descritores: Educação em Enfermagem; Simulação; Enfermagem.


Palavras-chave


Educação em Enfermagem; Simulação; Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v30i3.16589

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt