EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO ENVOLVENDO TRABALHADORES EM HOSPITAL ESPECIALIZADO EM DOENÇAS INFECCIOSAS

Priscila do Carmo Freitas de Carvalho, Gabriela da Cunha Januário, Letícia Pimenta Lopes, Renata Karina Reis, Silmara Elaine Toffano-Malaguti

Resumo


Objetivo: caracterizar as exposições ocupacionais envolvendo material biológico segundo as fichas de comunicado de acidente de trabalho de um hospital público brasileiro de referência em doenças infecciosas. Método: estudo retrospectivo descritivo, com abordagem quantitativa, envolvendo 117 (100%) exposições ocupacionais. Desenvolvido no período de janeiro de 2009 a dezembro de 2014. Realizada análise estatística descritiva e as proporções analisadas pelo teste Qui-Quadrado (IC=95%; p<0,05). Resultados: 65,8% das exposições ocorreram entre técnicos de enfermagem, pela via percutânea (59,8%); envolvendo sangue (58,1%); o material utilizado foi agulha oca (42,7%). Em 53,8% dos pacientes-fonte identificados, o resultado foi positivo para o HIV. Conclusão: os dados encontrados apontam que o material cortante e perfurante foi mais frequente nas exposições e que estas envolveram mulheres, jovens e profissionais da enfermagem. Identificou-se também necessidade de melhorias na ficha de notificação e nas medidas de prevenção de acidentes.

Descritores: Pessoal de Saúde; Exposição Ocupacional; Acidentes de Trabalho.


Palavras-chave


Pessoal de saúde; Exposição ocupacional; Acidentes de trabalho.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v30i3.15670

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt