TRABALHO EM EQUIPE: PERCEPÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

Michele Jacowski, Aline Mitie Both Budal, Débora de Souza Lemos, Rafael Gomes Ditterich, Marilene da Cruz Magalhães Buffon, Verônica de Azevedo Mazza

Resumo


Objetivo: descrever a percepção dos trabalhadores de equipes da Estratégia Saúde da Família sobre o trabalho em equipe. Metodologia: pesquisa descritiva e qualitativa, realizada entre abril e junho de 2014, mediante entrevistas semiestruturadas, com 54 profissionais que atuam em 10 unidades com Estratégia Saúde da Família em um município da região Sul do Brasil. A interpretação dos dados foi de acordo com a análise categorial temática. Resultados: dos discursos emergiram as categorias: multiprofissionalidade; compartilhamento de decisões e responsabilidades; respeito e valorização do trabalho do outro e; divisão de tarefas, nas quais se identificou elementos que promovem os dois modelos que permeiam a prática profissional atual, o fragmentado e centrado na doença e o integral. Conclusão: a percepção de trabalho em equipe para trabalhadores da ESF está associada à multiprofissionalidade na lógica interdisciplinar, com a troca de saberes entre os seus integrantes como mecanismo para efetivar as ações de saúde.

Descritores: Equipe de Assistência ao Paciente; Atenção Primária à Saúde; Saúde.


Palavras-chave


equipe de assistência ao paciente; atenção primaria à saúde; saúde da família.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v30i2.15145

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.