FATORES DE RISCO PARA DOENÇA ARTERIAL CORONÁRIA EM MOTORISTA DE ÔNIBUS

Elder dos Santos Gonçalves, Raimeyre Marques Torres, Tiago Cardoso Peixinho, Cléa Conceição Leal Borges

Resumo


Estudo descritivo que objetivou identificar fatores de risco para a doença arterial coronariana (DAC) em motoristas de transporte coletivo público e, o conhecimento desses como forma de prevenção, no município de Salvador - BA. Amostra por conveniência com análise descritiva. Foram entrevistados 100 motoristas em atividade laboral, idade mediana de 38 anos, cor/etnia negra, média escolaridade, renda familiar entre 1 a 3 salários mínimos, com 4 a 6 dependentes na residência. Dentre os participantes, 73,0% sedentários, 52,0% com sobrepeso, 65,0% consumiam álcool e 63,0% com relato de estresse no ambiente de trabalho. A maioria dos entrevistados tinham conhecimento quanto aos fatores de risco para o desenvolvimento da DAC, porém mantinham hábitos desfavoráveis à prevenção. O enfermeiro educador em saúde, deve garantir orientações preventivas visando uma melhor qualidade de vida dos motoristas de ônibus expostos aos riscos ocupacionais e a fatores de risco para a DAC.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v28i3.11399

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt