Barack Obama: a internet e o espetáculo audiovisual em rede

José Rios

Resumo


Campanhas eleitorais, sobretudo aquelas que são voltadas a cargos
majoritários, são construções estético-ideológicas com claros objetivos
persuasivos. Contudo, a retórica do vídeo não se concentra na
coerção e sim na emoção ou campo afetivo do eleitor. A fabricação
de um “mito” ou “herói” transcende o campo racional da audiência
sublimando-o através de conteúdos audiovisuais que funcionam
enquanto ambiente incentivador de sentidos e afetos. O processo
eleitoral americano em 2008 teve, em princípio, um candidato com
baixos níveis de aceitação popular e o mesmo terminou o pleito com
expressiva votação. Para isso, dentre diversas formas de comunicação
eleitoral, Barack Obama contou com produções de vídeos que transformaram sua trajetória em um espetáculo que misturava “verdades” e entretenimento em um vídeo tinha no centro do seu objetivo: mostrar que um país pode mudar e que estava nas mãos dos americanos esse destino. O presente artigo pretende discutir o espetáculo


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.