AMAR E SERVIR NO SUL DA AMÉRICA: origem e articulação dos centros sociais jesuítas

Iraneidson Santos Costa

Resumo


Desde a Carta de Inácio de Loyola aos Padres e Irmãos de Pádua, de 1547, o Apostolado Social tem se cons- tituído numa das dimensões centrais do carisma da Companhia de Jesus. Tal opção, no entanto, ganhou um relevo maior por ocasião da criação dos chamados Centros de Investigação e Ação Social (CIAS) em diversos países sul-americanos, entre 1950 e 1970. Apoiados em documentação oriunda de diversos arqui- vos da Companhia de Jesus no Brasil, Itália, México e Paraguai, discutiremos a origem e articulação dos CIAS sul-americanos, inicialmente por intermédio do Secretariado Interamericano de Ação Social (SIAS), logo depois pelo Conselho Latino-Americano dos CIAS (CLACIAS), inserindo-os num contexto fortemente marcado por polarizações ideológicas e políticas. Ao longo do artigo, procuraremos demonstrar a hipótese central de nossa investigação: a trajetória dos CIAS está marcada pela tensão permanente entre duas forças contrapostas: (a) o compromisso com a justiça social e (b) a luta contra o comunismo.

Palavras-chave: Companhia de Jesus. CIAS. Justiça social. Cristianismo de Libertação. América do Sul.

 

Publicação Online do Caderno CRH no Scielo: http://www.scielo.br/ccrh 

Publicação Online do Caderno CRH: http://www.cadernocrh.ufba.br 


Palavras-chave


Companhia de Jesus. CIAS. Justiça social. Cristianismo de Libertação. América do Sul

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/ccrh.v29i3.20020

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais


Centro de Estudos e Pesquisas em Humanidades
FFCH/Universidade Federal da Bahia
Estrada de São Lázaro, 197 - Federação
40.210-730 Salvador, Bahia Brasil
Tel.: (55 71) 3283-5857/3283-5856



ISSN Online 1983-8239     ISSN Impresso 0103-4979

 
 
 
Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.