BRASIL E MERCOSUL: rumos da integração na lógica do neodesenvolvimentismo (2003-2014)

Albene Miriam Menezes Klemi, Roberto Goulart Menezes

Resumo


Este artigo examina o processo de integração na América do Sul sob as premissas do neodesenvolvimen- tismo liderado pelo Brasil, no período de 2003 a 2014. Esse giro à esquerda vem acompanhado da preocu- pação com o crescimento econômico com justiça social, da defesa da integração regional sob as premissas pós-neoliberais, da inserção internacional com certo grau de autonomia e do revigoramento do papel do Estado para alcançar esses propósitos. A linha de abordagem do tema considera também a presença chinesa na região, particularmente sua aproximação com a Argentina e o Brasil. Objetiva-se apresentar subsídios para o esclarecimento das seguintes questões: essa estratégia de integração liderada pelo Brasil, em que pese a defesa da integração, alcançou intensificá-la? E qual o lugar da integração no giro à esquerda? A análise do tema pauta-se em documentos oficiais e na literatura especializada, numa perspectiva histórica.

Palavras-chave: Mercosul. Integração regional. Neodesenvolvimentismo. Pós-neoliberalismo. China.

 

Publicação Online do Caderno CRH no Scielo: http://www.scielo.br/ccrh 

Publicação Online do Caderno CRH: http://www.cadernocrh.ufba.br 


Palavras-chave


Mercosul. Integração regional. Neodesenvolvimentismo. Pós-neoliberalismo. China.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/ccrh.v29i3.20019

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais


Centro de Estudos e Pesquisas em Humanidades
FFCH/Universidade Federal da Bahia
Estrada de São Lázaro, 197 - Federação
40.210-730 Salvador, Bahia Brasil
Tel.: (55 71) 3283-5857/3283-5856



ISSN Online 1983-8239     ISSN Impresso 0103-4979

 
 
 
Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.