TRABALHO E SAÚDE NO PÓLO INDUSTRIAL DE CAMAÇARI

Tânia Franco

Resumo


O II Pólo Petroquímico brasileiro apresenta um quadro de saúde do trabalhador aparentemente assincrônico com o seu avançado e dinâmico patamar tecnológico. O texto focaliza este fato, reconhecendo a inserção do pólo no processo internacional de transferência de tecnologia e a redefinição dos riscos industriais pelas políticas locais de gestão da produção e do trabalho.


The Petrochemical Complex of Camaçari II presents a picture of workers' health conditions apparently incompatible with its advanced and dynamic technological standards. The article focuses on this fact, pointing out the industry's insertion in the internacional process of technology transfer, and the redefinition of industrial risks produced by the local policies of production and work management.

Publicação Online do Caderno CRH:

http://www.cadernocrh.ufba.br


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/ccrh.v4i15.18824

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais


Centro de Estudos e Pesquisas em Humanidades
FFCH/Universidade Federal da Bahia
Estrada de São Lázaro, 197 - Federação
40.210-730 Salvador, Bahia Brasil
Tel.: (55 71) 3283-5857/3283-5856



ISSN Online 1983-8239     ISSN Impresso 0103-4979

 
 
 
Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.